quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Se você não alcançar a fama, seja infame! ;P

Oi ornitorrincos lindos :)
Faz tempo que eu estou prometendo falar sobre CHICAGO pra vocês, não é mesmo? :DD
Daí resolvi criar vergonha na cara, e vou finalmente postar para vocês, meus lindos ;)


Vou contar pra vocês desde o começo, como surgiu a ideia e pá *-*
Continuem a ler :D



Algum tempo atrás, meu amigo lindo ROUXO Vítor me ligou e perguntou se eu não topava fazer um papel em uma peça que ele estava querendo montar. Daí ele me contou a história, vou postar aqui a sinopse do filme pra vocês saberem do que se trata :)


Velma Kelly (Catherine Zeta-Jones) é uma famosa dançarina que é também a principal atração da boate onde trabalha. Após matar seu marido, Velma entra em uma seleta lista de assassinas de Chicago, a qual é controlada por Billy Flynn (Richard Gere), um advogado que busca sempre se aproveitar ao máximo da situação. Ao contrário do se esperava, o assassinato faz com que a fama de Velma cresça ainda mais, tornando-a uma verdadeira celebridade do showbizz. Enquanto isso a aspirante a cantora Roxie Hart (Renée Zellweger) sonha com um mundo de glamour e fama, até que mata seu namorado após uma briga. Billy fica sabendo do crime e decide adiar ao máximo o julgamento de Velma, de forma a poder explorar os dois assassinatos ao máximo nos jornais. Assim como ocorreu com Velma, Roxie também se torna uma estrela por causa de seu crime cometido, iniciando uma disputa entre as duas pelo posto de maior celebridade do meio artístico.




Eu seria Roxie, hehe. 
Assassina, mau caráter, etc. Minha personagem. Que mudança, não? De mãe de Jesus a uma assassina... õ.o


Eu na realidade nunca gostei da Roxie; o único personagem que eu gosto desse filme é o marido dela, o mais coió da história toda :DD


E daí nós começamos a montar o roteiro e encontrar quem faria qual personagem. A gente nem sabia se ia fazer mesmo, já que esse é o meu último ano em Jacutinga, né :(
E então, de repente o Vítor me fala que tinham oferecido pra gente apresentar em novembro - sendo que a gente estava em setembro. Ou seja: tínhamos DOIS MESES para montar um musical que contava com 4575414789536297896 pessoas participando. 


Minha vida simplesmente parou. Meus dias eram completamente em função dos ensaios de Chicago. Eu chegava da escola, saía a uma da tarde e voltava as nove da noite em casa; quando caía no feriado era das nove da manhã as nove da noite. E ainda tinha que ouvir meus pais bravos comigo, por passar tanto tempo assim na rua. Mas eu não podia me dar ao capricho de simplesmente ouvir e parar. Ornitorrincos, foi uma responsabilidade e tanto!!


Todo mundo disse que era loucura, que NUNCA na vida que o teatro ia sair bom. Todos estavam contando com o fracasso. E ainda tinha o fato de que quase nunca que as pessoas iam nos ensaios. Geralmente tinha umas 5, 6 pessoas de quase 20. Era até desanimador.


Só que houve uma garra muito grande. Uma força que eu nunca imaginei que teria. E muita determinação. Apesar de tudo, eu sempre tive certeza de que tudo iria sair bem. A gente se esforçou muito pra que no final não desse certo. E era um desafio. A gente tinha que vencer.


E mesmo se desse errado, eu nunca me arrependeria de ter aceitado. Só Deus sabe o quanto eu me diverti nesses ensaios!! Fiquei mais próxima de tanta gente, dei tanta risada!! E, inclusive ganhei alguns traumas, por culpa do Vítor. --'


Mas isso é outra história.


Assisti gente dando com a cara em portas de vidro, batendo a bunda em mesas, dando com a cara na parede.. Fiquei com febre em um ensaio, perdi completamente a voz, peguei uma conjuntivite monstra - e todo mundo ficou com medo de chegar perto de mim. AHUSHAUSHAUSHAUSHAUHSUAHSUAHSU


Vi pessoas morrendo de medo do meu reflexo no vidro, achando que era uma assombração, né, Nandes e Jean?? 'kk


Resumindo, foram risadas para uma vida toda. Momentos que eu vou guardar pra sempre no meu coração, e sentir muitas saudades de ver aquelas pessoas todos os dias.


E vocês devem estar perguntando: OK, mas e a peça?


Foi linda, ornitorrincos.


O nervosismo estava lá, forte. Eu estressada e distribuindo patadas desde dois dias antes da estreia. Mas, no final, todo mundo amou! Palmas e mais palmas... gritos e etc... Fiquei tão feliz!! Os erros que aconteceram foram bem camuflados, e fomos muito, muito elogiados. Como eu disse, ninguém estava levando fé na gente mesmo, e foi uma surpresa enorme! Comentários a rodo no twitter. facebook e etc... Foi um sonho, como eu sempre achei que seria.


E o mais importante de tudo é que eu estava lá com meus amigos, aqueles que não estavam no elenco estavam lá prestigiando e dando a maior força. Foi perfeito, só Deus sabe como eu estou orgulhosa.


E com uma saudade maior que o mundo!! 


OBRIGADA POR TUDO, SEUS LINDOS!! Vitor, Jean, Lillyan, Teeh, Nandes, Lais, Cal, Lavinia, Clarissa, Luiza, Eric, Marília, Aline, Tainan, Caio... *---------------*


Adorei cada momento, e daria tudo pra voltar no tempo, voltar lá no comecinho de setembro.. ♥


Só que a gente sabe que não é assim, certo?! Resta agora lembrar com carinho, ficar revendo as fotos, mantendo contato com os amigos tão queridos. 


Chicago foi um marco para mim. E isso eu devo ao meu amigo mais lindo do mundo Vítor. Sem ele, nada disso teria acontecido. Muito obrigada, Vitor, por fazer acontecer. E eu falo por todos nós. *-*


Um beijo, meus amores!! 

11 comentários:

  1. Traumas por culpa do vitor= CENA 1! HSUAHSUAHSUAHSHAHSAUSAU' lindo post jujubs s22' Luiza aqui'

    ResponderExcluir
  2. Cadê a opção curtir? haha. Ficou muito bom o post

    ResponderExcluir
  3. só porri , tava muito bom parabens , so que eu nun vi

    ResponderExcluir
  4. Obrigada! Uma pena :// Mas que bom que gostou, hehee :DD

    ResponderExcluir
  5. Nossa Juuh! Amei o post! Sério,. Ficou lindo sz

    ResponderExcluir
  6. obrigada amr! que bom que vc gostou *-----* 'sz

    ResponderExcluir

comentem ! (x